Como entender os sonhos que temos? Veja aqui e saiba mais

Quando as pessoas pensam em analisar os seus sonhos, geralmente pensam em videntes com bolas de cristal, dicionários de sonhos, ou que estão deitados num sofá enquanto um psicólogo do tipo Freud está lhes dizendo precisamente para que entenda o significado dos sonhos e o que querem dizer.
Mas a análise dos sonhos não é nenhuma destas coisas. E é na verdade uma forma valiosa de se compreender melhor a si próprio.
Abaixo, entenda porque sonhamos, porque essa análise é importante e como começar a interpretar os seus sonhos.

Porque Sonhamos?


Sonhar não é essencial quando se trata de sobreviver como um ser humano, mas é essencial no que diz respeito ao nosso desenvolvimento e evolução como seres metafísicos.
Sonhar é a comunicação entre a nossa mente consciente e a nossa mente inconsciente, ajudando as pessoas a criar certa totalidade. Os sonhos são a ponte que permite o movimento para a frente e para trás entre o que pensamos que sabemos e o que realmente sabemos.
Os sonhos deixam-nos transmutar emoções ou experiências dolorosas ou confusas num lugar seguro. Os sonhos também nos permitem processar informações ou eventos que podem ser dolorosos ou confusos num ambiente que é ao mesmo tempo emocionalmente real mas fisicamente irreal".
A análise dos sonhos é um componente chave no processo de nos tornarmos inteiros como pessoa. Os sonhos revelam os "desejos mais profundos e as feridas mais profundas de uma pessoa". Assim, analisar os seus sonhos ajuda com que possa compreender melhor a si próprio.

Como analisar os seus sonhos?

Um dos maiores mitos sobre a análise de sonhos é que existe um conjunto de regras rigorosas que as pessoas precisam seguir. Mas cada pessoa é única, por isso não há fórmulas ou prescrições.
Os sonhos só podem ser compreendidos no contexto mais amplo do desdobramento e autodescoberta do indivíduo.
Contudo, existem várias diretrizes que podem ajudá-lo a ver os seus sonhos com mais ponderação e a aprofundar o seu significado.

Grave os seus sonhos.

Este é o primeiro e mais importante passo na análise dos seus sonhos. Tome notas, mesmo algumas frases que querem dizer sobre o sonho, atrai literalmente o conteúdo do inconsciente para o reino do concreto.
Pense nas situações, que quando você não sonha ou não consegue lembrar-se dos seus sonhos? É sugerido simplesmente manter um diário junto à sua cama, e escrever "Nenhum sonho aconteceu" todas as manhãs.
Dentro de duas semanas após este processo, a pessoa começará a lembrar-se dos seus sonhos, o que abrirá a possibilidade de compreender os dois melhores.

Identifique como você estava se sentindo dentro do sonho

Por exemplo, se pergunte a si próprio: "Eu tenho medo, raiva ou remorsos? Será que ainda sinto esses sentimentos na manhã seguinte? Até que ponto me sinto confortável com estes sentimentos?"
Jung referia-se aos sonhos como "complexo de ideias com sentimentos". Em outras palavras, estamos sempre sendo levados pelo nosso eu inconsciente a se sentir nas nossas ideias, pensamentos e ações, de modo a ganhar um sentido mais profundo de quem somos e para onde vamos nas nossas vidas.

Comentários